Home > Espiritualidade > O Livro dos Mortos do Antigo Egito
O Livro dos Mortos do Antigo Egito
Esgotado
€26.20
Notificar-me quando houver stock
Envio gratuito para Portugal.
Entrega em 24h para encomendas pagas até às 15h, em Portugal continental.
Sinopse

Misterioso, poderoso e comovente, O Livro dos Mortos do Antigo Egito é um dos textos mais antigos e mais influentes de toda a história. É composto de uma combinação de orações, feitiços e discursos que os antigos egípcios enterravam com seus mortos, com o objetivo de ajudar os falecidos em sua “jornada” para a vida após a morte. Esta edição contém imagens do requintado papiro de Ani – um antigo escriba egípcio – em sua totalidade. Meticulosamente inscrito com hieróglifos e ilustrações dos rituais da vida após a morte, o papiro é mostrado com tradução do aclamado egiptólogo E. A. Wallis Budge. O Livro dos Mortos do Antigo Egito é o livro da Vida. Fala, na verdade, sobre a vida agora, a vida no futuro e a vida eterna. As estradas, os caminhos, os portais, as horas, as leis e os guardiões da vida após a morte aqui são explicados em detalhes. Este é o único registro vivo de um mistério duplo: o mistério da vida e o mistério da morte.

ISBN: 9788537012307
Edição ou reimpressão: 2020
Editora: Madras
Idioma: Português
Dimensões: 23 x 16 x 1 cm
Tipo de capa: Capa mole
Nº de páginas: 160
Tipo de produto: Livro
Peso: 240 g
Autor
E. A. Wallis Budge

Foi um arqueólogo britânico. Realizou escavações no Egito, Sudão e Mesopotâmia. Durante 27 anos dirigiu o departamento de antiguidades asiáticas e egípcias do Museu Britânico. Escreveu as obras Os Deuses do Egito e Literatura dos Antigos Egípcios. Entre as obras publicadas por Budge que foram traduzidas para português estão "A Versão Babilônica sobre o Dilúvio e a Epopeia de Gilgamesh", "A Ideia dos Egípcios sobre a Vida Futura", "A Magia Egípcia: Pedras, Amuletos, Fórmulas, Nomes e Cerimônias Mágicas" e "O Livro Egício dos Mortos". Foi responsável pela descoberta das Seis Múmias pré-dinásticas de Guebeleim, as múmias mais antigas já descobertas, entre elas Ginger, que está exposta no Museu Britânico desde 1901.

Ver todos os títulos
Avaliações (0)
Ainda não foi efectuada nenhuma avaliação!