Home > Espiritualidade > O Homem e seus Símbolos
O Homem e seus Símbolos
Esgotado
€29.80
Notificar-me quando houver stock
Envio gratuito para Portugal.
Entrega em 24h para encomendas pagas até às 15h, em Portugal continental.
Sinopse

"A obra de Jung pode ser vista como um esforço de resgate e tradução. Na tentativa de compreender seu mundo interno, e o de seus pacientes, ele procurou resgatar o universo simbólico humano que habitualmente se encontra sob o poder das religiões, dos místicos ou das filosofias orientais. Jung foi um escritor prolífico." Folha de S. Paulo

"Jung cumpriu uma trajetória em que, a partir dos cacos a que a psicanálise freudiana reduzira o sentimento religioso, pretendeu reconstruir um misticismo possível para o século XX." Veja

Quando alguma coisa escapa da nossa consciência, essa coisa não deixou de existir, do mesmo modo que um automóvel que desaparece na esquina não se desfez no ar. Apenas o perdemos de vista. Assim como podemos, mais tarde, ver novamente o carro, também reencontramos pensamentos temporariamente perdidos. Parte do inconsciente consiste, portanto, de uma profusão de pensamentos, imagens e impressões provisoriamente ocultos e que, apesar de terem sido perdidos, continuam a influenciar nossas mentes conscientes. Um homem desatento ou "distraído" pode atravessar uma sala para buscar alguma coisa. Ele para, parecendo perplexo; esqueceu o que buscava. Suas mãos tateiam pelos objetos de uma mesa como se fosse um sonâmbulo; não se lembra do seu objetivo inicial, mas ainda se deixa, inconscientemente, guiar por ele. Percebe então o que queria. Foi o seu inconsciente que o ajudou a se lembrar.

ISBN: 9788569809630
Edição ou reimpressão: 2016
Editora: HarperCollins
Idioma: Português
Dimensões: 24 x 17 x 2,8 cm
Tipo de capa: Capa mole
Nº de páginas: 448
Tipo de produto: Livro
Peso: 700 g
Autor
John Freeman

 

É um escritor americano e um crítico literário. Ele foi o editor da revista literária Granta até 2013,[1] o ex-presidente do National Book Critics Circle, e seus escritos apareceram em quase 200 publicações de língua inglesa em todo o mundo, incluindo The New York Times Book Review, The New York Times Book Review, Los Angeles Times, The Guardian e The Wall Street Journal. Atualmente é editor executivo da editora Knopf.

Ver todos os títulos
Aniela Jaffe

Jaffé nasceu em Berlim, filha de pais judeus. Ela estudou psicologia em Hamburgo antes de fugir dos nazistas. Jaffé fugiu à Suíça na década de 1930. Nesse país, ela foi analisada primeiro por Liliane Frey, e, em seguida, por Jung. Por fim, tornou-se ela própria uma analista jungiana. De 1947 a 1955, ela serviu como secretária do Instituto C. G. Jung, em Zurique antes de trabalhar como a secretária pessoal de Jung de 1955 a 1961. Ela continuou a fornecer análises e interpretações de sonhos até seus 80 anos.

Ver todos os títulos
Carl G. Jung

Foi um psiquiatra e psicoterapeuta suíço que fundou a psicologia analítica. Jung propôs e desenvolveu os conceitos de personalidade extrovertida e introvertida, arquétipo e inconsciente coletivo. Seu trabalho tem sido influente na psiquiatria, psicologia, ciência da religião, literatura e áreas afins.

Ver todos os títulos
Joseph Lewis Henderson

Joseph Lewis Henderson foi um médico americano e psicólogo junguiano. Chamado por alguns de "Reitor de psicólogos analíticos americanos", ele foi cofundador do CG Jung Institute em San Francisco e continuou na prática privada até seus 102 anos.

Ver todos os títulos
M-L Von Franz

Marie-Louise von Franz foi uma psicoterapeuta analítica, pesquisadora e escritora da Alemanha, mas ativa na Suíça, importante continuadora do trabalho de Carl Jung. Conheceu Jung em 1933, e permaneceu em contato com ele até sua morte, em 1961. Fundou, em Zurique, o Instituto Carl Gustav Jung.

Ver todos os títulos
Avaliações (0)
Ainda não foi efectuada nenhuma avaliação!