Home > Esoterismo > Wicca > A Descoberta da Bruxaria
A Descoberta da Bruxaria
Em Stock
€46.00
Envio gratuito para Portugal.
Entrega em 24h para encomendas pagas até às 15h, em Portugal continental.
Sinopse

Esta obra é um clássico inglês valioso, publicada pela primeira vez em 1584. Registros afirmam que todas as cópias encontradas dessa edição foram queimadas por ordem do rei James I, e o compêndio foi colocado entre os “livros proibidos”. Contém várias explicações sobre truques de ilusionismo e é considerado o primeiro livro de conjurações.

Este tratado possivelmente foi utilizado por Shakespeare como fonte para suas obras, especialmente em Macbeth, um drama no qual Macbeth, um general vitorioso, recebe uma profecia de três bruxas dizendo-lhe que, eventualmente, se tornará rei. Contendo 16 tomos, A Descoberta da Bruxaria mostra a conduta das bruxas e dos seus perseguidores, a agilidade de prestidigitadores, a impiedade de feiticeiros, a artimanha de adivinhos, entre outras questões.

O estudioso e jurista Reginald Scot mostra que é veementemente contra o papismo e o exercício da bruxaria, mas também demonstra sua indignação quanto às atrocidades cometidas contra as bruxas pela Inquisição, chegando até mesmo a defendê-las diante do Tribunal. Embora este livro mostre o lado cético de Scot sobre a existência da bruxaria, ele é rico em informações sobre bruxaria tradicional e o contexto histórico daquela época. A esta edição, publicada originalmente em 1886 com apenas 250 exemplares, foram incluídos um prefácio, uma introdução, um glossário e notas pelo editor, além do Discurso a Respeito de Demônios e Espíritos, de autoria de Scot. Trata-se de um compêndio histórico que trará à luz muitas verdades ocultas ao longo dos séculos.

ISBN: 9786556200064
Edição ou reimpressão: 2022
Editora: Madras
Idioma: Português
Dimensões: 23 x 16 x 5 cm
Tipo de capa: Capa dura
Nº de páginas: 688
Tipo de produto: Livro
Peso: 890 g
Autor
Reginald Scot

Reginald Scot foi um inglês e membro do Parlamento, autor de A Descoberta da Bruxaria, que foi publicado em 1584. Foi escrito contra a crença em bruxas, para mostrar que a bruxaria não existia. Parte de seu conteúdo expõe como (aparentemente milagrosos) feitos de magia foram feitos, e o livro é frequentemente considerado o primeiro livro sobre conjuração.

Ver todos os títulos
Avaliações (0)
Ainda não foi efectuada nenhuma avaliação!