Home > Espiritualidade > A Arte do Poder
A Arte do Poder
Em stock (últimas unidades)
€22.60
Envio gratuito para Portugal.
Entrega em 24h para encomendas pagas até às 15h, em Portugal continental.
Sinopse

O poder e seus caminhos por vezes tortuosos, apoiado na violência, no radicalismo e na intolerância, é o tema do novo livro do monge budista Thich Nhat Hanh. Precursor do chamado budismo engajado, Thich Nhat Hanh ficou conhecido nos anos 60 ao lutar pela paz e pelo fim da Guerra do Vietnã. Agora, com A arte do poder, ele mostra que a filosofia zen budista pode ser um antídoto para aplacar a sede de autoridade que assola os homens, tanto na vida pública quanto na privada, impedindo-os de alcançar a verdadeira felicidade.

Na contramão dos tradicionais manuais de negócios e gestão empresarial, Thich Nhat Hanh mostra que a atual interpretação de poder conduz o homem ao estresse, ao medo e à ansiedade, e não à realização plena. Em vez de conquistar o poder, muitos executivos se tornam vítimas do próprio sucesso, escravos da rotina de trabalho e das metas que se impõem. Para o monge, “o poder é bom para uma coisa apenas: aumentar nossa felicidade e a felicidade dos outros”. Este é o poder espiritual, legitimado pelo objetivo de proporcionar a paz e a realização, individual e coletiva.

O livro traz algumas respostas para a perplexidade humana diante da falência dos valores na sociedade contemporânea. Expondo, de modo simples, os princípios e termos budistas, as fábulas e histórias da vida do Buda, o autor procura elucidar as razões do sofrimento humano à luz da filosofia zen, incorporando-a ao dia-a-dia das pessoas, na linguagem afetuosa e delicada de um mestre experiente. O monge recorda que são cinco os verdadeiros poderes pregados pelo budismo: da fé, da perseverança, da plena consciência, da concentração e do discernimento. Eles são fontes de energia que conduzem o ser humano à liberdade de escolha, de decisão e de transformação.

Os cinco exercícios de plena consciência ensinam a utilizar a energia do poder espiritual em situações da vida real, envolvendo os relacionamentos, o sexo, a família, o trabalho, a política e o meio ambiente. “A plena consciência é a capacidade de estar presente com a totalidade do ser”, diz o autor, que prega este estado como o estágio mais importante do desenvolvimento espiritual da pessoa. Como complemento à busca da plena consciência, o capítulo “Desencadeando um despertar coletivo” leva o leitor a reconhecer a importância da consciência coletiva, como fator indispensável para aumentar o poder da consciência individual.

A arte do poder traz ainda dois apêndices: “Meditação para cultivar o poder”, com uma série de exercícios que fortalecem a energia espiritual e que podem ser praticados em casa, no escritório ou até mesmo durante uma caminhada; e “Trabalho e prazer: o exemplo da Patagônia”, com o relato de Yvon Chouinard, empresário que criou a bem-sucedida empresa de roupas e equipamentos de montanhismo, a Patagônia, considerada pela revista Fortune uma das 100 melhores empresas do mundo para se trabalhar, colocando em prática os fundamentos da filosofia zen budista.

ISBN: 9788532523266
Edição ou reimpressão: 2008
Editora: Rocco
Idioma: Português
Dimensões: 21 x 14 x 1,4 cm
Tipo de capa: Capa mole
Nº de páginas: 224
Tipo de produto: Livro
Peso: 288 g
Autor
Thich Nhat Hanh

Thích Nhat Hanh (11 de outubro de 1926 - Hu, 22 de janeiro de 2022) foi um monge budista, pacifista, escritor e poeta Vietnamita. Era um líder espiritual global, mestre zen, poeta e ativista pela paz, respeitado em todo o mundo pelos seus ensinamentos poderosos e pelo seu exemplo de vida. O seu ensinamento-chave reside na crença de que, através do mindfulness, podemos viver em plenitude no momento presente, e que essa é, aliás, a única forma de desenvolvermos a paz, tanto em nós mesmos como no mundo. Pioneiro a trazer o mindfulness para o Ocidente, sobreviveu a três guerras, a perseguições e a mais de 30 anos de exílio, e fundou seis mosteiros e dezenas de centros de prática de mindfulness em todo o mundo. Escreveu mais de cem livros de poesia, ficção e filosofia, e foi proposto para o Prémio Nobel da Paz por Martin Luther King, que o apelidou de «apóstolo da paz e da não violência». Thich Nhat Hanh viveu em França, perto de Bordéus, num mosteiro budista por si fundado chamado Plum Village, que é também um centro de meditação.

Ver todos os títulos
Avaliações (0)
Ainda não foi efectuada nenhuma avaliação!